Facebook
Twitter
Soundcloud
You Tube
  Siga-nos!
Ícone E-mail
Ícone E-mail
Ícone Telefones Úteis
Ícone Ouvidoria
Ícone Webmail
Sábado, 29 de Abril de 2017
Imagem de Acerto
Brazão de Eldorado
Prefeitura da Estância Turística de Eldorado
Brazão de Eldorado

Saúde realiza ação preventiva com foco no público feminino

Compartilhe

O Papanicolau é um exame que deve estar no topo da lista de prioridades de todas as mulheres sexualmente ativas. Cada vez mais há estudos que comprovam a importância dele. O mais recente, divulgado pela revista Science Translational Medicine, aponta que o teste poderá detectar até câncer de ovário e câncer de endométrio, além de câncer de colo do útero e outras doenças. 

Como medida preventiva, na última sexta-feira (26), o Departamento de Saúde, através de Luiz Elena (Coordenadora de Atenção Básica), realizou o exame preventivo em mulheres do município. "Como a coleta envolve exame genital, também é possível perceber doenças sexualmente transmissíveis, como sífilisgonorreia, condilomatose, clamídia e cancroide", afirmou Luiza Elena. 

 

SAIBA MAIS

1. O Papanicolau ajuda a detectar quais doenças?

Além do câncer de colo do útero e de suas lesões, o exame ajuda a diagnosticar infecções vaginais como Gardnerella vaginalis, Tricomoníase e candidíase. "Como a coleta do exame envolve exame genital, também é possível perceber doenças sexualmente transmissíveis, como sífilisgonorreia, condilomatose, clamídia e cancroide", afirma o ginecologista Rodrigo Hurtado, da clínica Origen de Contagem (MG). 

2. Com qual a idade a mulher precisa realizar o exame?

Não há uma idade certa. Assim que inicia a sua vida sexual, a mulher já deve começar a realizar a citologia. "O vírus HPV só pode ser transmitido ao colo uterino por relação sexual e é este o principal causador de câncer de colo do útero", explica o ginecologista. 

3. Qual é a melhor época para realizá-lo?

Segundo Rodrigo, o único período que impossibilita a realização do exame é nos dias em que a mulher está menstruada. Antes de marcar o exame, portanto, é preciso checar o calendário menstrual e calcular quando será a próxima menstruação

4. De quanto em quanto tempo ele precisa ser feito?

"O ideal é fazer uma vez por ano", conta o ginecologista. Em casos de alto risco, como quando a mulher tem HPV, o médico pode recomendar um exame mais frequente, de seis em seis meses por exemplo. 

5. Há algum risco à mulher?

Rodrigo Hurtado garante que não há qualquer risco. "Ao contrário, o exame permite o diagnóstico precoce com grandes chances de tratamento e cura", alega o médico. 

6. O Papanicolau detecta HPV?

Na verdade, esse teste não é específico para detectar HPV. "No entanto, o exame pode detectar a presença de anormalidades nas células do colo ou da vagina que são causadas pelo HPV", explica o ginecologista Achilles Cruz, de São Paulo, especialista em ginecologia e obstetrícia pelo Hospital das Clínicas da FMUSP. 

Se isso acontecer, o médico irá indicar exames complementares, como a Colposcopia e a Captura Híbrida. O primeiro exame avalia o tecido de revestimento do colo da vagina através da ampliação da imagem e da aplicação de reagentes. "Na presença de alterações, será feita a biópsia do tecido que permite identificar a infecção pelo HPV", explica Achilles. Já a Captura Híbrida é um exame de tecnologia avançada que detecta se há um ou mais tipos do vírus HPV, que podem causar o câncer de colo do útero. 

7. O Papanicolau pode falhar?

8. A mulher pode ter relações sexuais no dia anterior ao do exame?

Não. Para ter uma maior eficácia no resultado, os médicos recomendam os seguintes cuidados a serem adotados 48 horas antes do exame: 

  • Não usar creme e/ou óvulo vaginal
  • Não utilizar ducha na região e não fazer lavagem interna
  • Não realizar exame ginecológico com toque, ultra-sonorgrafia transvaginal e/ou ressonância magnética da pelve
  • Não manter relações sexuais, com ou sem uso de preservativos.

9. Mulheres virgens também podem fazer o exame?

Sim, as mulheres virgens também podem realizar o exame de Papanicolau, mas são situações especiais indicadas pelo médico. "A coleta do material, neste caso, é feita por meio da utilização de espéculo próprio para mulheres virgens, com o auxílio de uma espécie de cotonete", explica o ginecologista Achilles, que também garante que não há prejuízo para a paciente, nem risco de ruptura do hímen. 

Tag:

Deixe um Comentário

Tamanho da fonte: Imprimir:

DESTAQUES:

RECEBA:

Cadastre seu e-mail e receba nossas notícias, informações e novidades.

FIQUE DE OLHO:

Sobre nós
A Estância Turística de Eldorado é o 4º maior município paulista, com mais 70% da sua área coberta por Mata Atlântica intacta, em excelente estado de conservação.

O município fez parte do primeiro ciclo do ouro do país, no início do século XVII, ainda com o antigo nome de Xiririca (palavra indígena que significa águas correntes). Tornou-se município em 10 de março de 1842. Continue lendo.
Receba
Cadastre seu e-mail e receba nossas notícias, informações e novidades.

Contato por e-mail

Contatos
 Praça Nossa Senhora da Guia, 348
Centro - CEP 11960-000 Eldorado/SP
 Telefone: (13) 3871-6100
© 2017 Eldorado. Todos os direitos reservados.  |  Política de Privacidade  |  Desenvolvimento: Inside Internet
Curta aqui a nossa página:     
 

curtidas

    

tweets